: Modelo inédito alia a enorme capacidade de engajamento do gamification ao poder de convencimento do influencer marketing.

Esqueça o presente! Ele já não existe mais. Influenciadores digitais, os novos globais, são a bola da vez! Influenciam? Com certeza e, de forma, mais confiável que os noticiários. Geram audiência e influenciam? Claro que sim! Em muitos casos, bem mais que a TV. Convertem vendas? Certamente: basta mensurá-las para obter e monitorar seus OKRs e KPIs.

Os consumidores de antigamente dependiam de determinadas fontes de informações. As empresas agora precisam inovar para atrair compradores mais questionadores. Consumidores digitais têm uma tendência quase compulsiva de procurar (e compartilhar) informações. Os negócios terão que se adaptar às novas exigências para permanecerem relevantes. Entendendo estes hábitos de consumo e este padrão (ou a falta dele) de comportamento, é possível concluir que o influencer marketing veio para ficar. Ou melhor: para mudar. A Amazon, em sua insaciável jornada de dominar o mundo digital, sempre se antecipa e, ditando tendências acaba de criar sua própria plataforma de influenciadores colocando em xeque e de uma só vez o marketing digital tradicional, o programmatic advertising e programas de afiliados de modo geral. E a Amazon vem aí. Ou melhor: já está aqui e vai ampliar suas operações no Brasil.

De “bobo”,  Bezos e sua turma não têm nada. Eles sabem que a relação investimento x eficiência desta modalidade digital gera um enorme alcance, possibilita uma grande segmentação, dá retorno e, certamente, vai aproveitar o perfil de heavy user dos brasileiros nas redes sociais para explorar ao máximo suas vantagens competitivas.

A boa notícia para os varejista on e off line brasileiros é que agora eles também podem ter sua própria plataforma de influencer marketing, white label, pronta entrega, um omnichannel de baixo custo e alto impacto pronto para a batalha por leads, por consumidores e por vendas.

Mas o que acontece quando estes influenciadores são pessoas comuns, consumidores potenciais dos seus produtos ou serviços, clientes habituais da sua marca ou até colaboradores da sua empresa? O motivação, a abordagem e o cenário passam a ser outros e tudo começa a ficar bem mais interessante. Se a comunicação é a promessa e a experiência é a entrega, aqui entra o velho mas atualíssimo “você conhece, você confia”.

E se juntarmos tudo isso às poderosas e amplamente utilizadas técnicas de Gamification. Um canhão? Não: vários snipers em um exército de players camuflados de social sellers trabalhando pela performance de marketing da sua empresa e utilizando como armas os diversos canais digitais para divulgar sua marca, recomendar suas ofertas, capturar leads qualificados e, acima de tudo, converter vendas. Match point!

Este é o gaminfluencer: gamification + influencer marketing, um modelo novo de comunicação H2H que é a base da OQ, uma plataforma de conexões per-to-per onde os usuários se envolvem diretamente com suas ações de marketing. Estes usuários, que podem ser seus funcionários, sua equipe de vendas, seus clientes ou brand lovers compartilham suas publicações e viralizam seus conteúdos ao mesmo tempo que dão um tom intimista a sua mensagem. Em troca de recompensas e status em rede, eles entram no jogo fazendo recomendações personificadas para seus contatos para que você venda literalmente de forma mais amigável.

Nesta modalidade de Marketing Digital, milhões de seguidores dão lugar a algumas centenas ou milhares de usuários dispostos a viver uma experiência única: comprar, recomendar, vender e ser reconhecido e bonificado por isso, numa relação de ganha-ganha que cria um ciclo virtuoso entre empresas e pessoas. Omnichannel, Loyaty Program, Brand Advocate, Meaningfull Marketing, Social Selling. Tudo junto e always on!

Em resumo, gaminfluencer é juntar publicidade com entretenimento, audiência com convergência, tecnologia com inteligência. É resolver com um só canal a necessidade de vender com a vontade de vencer.

Cadu Senna, publicitário, empreendedor, fundador e CEO da OQ Digital

 


Cadu Senna

Cadu Senna é Marketer 4.0, Head de Inovações, Fundador e CEO da OQ Digital.

1 comentário

Por que a satisfação do cliente é a base do sucesso das empresas na Nova Economia? – OQ Digital · 6 de março de 2019 às 16:36

[…] Love  Branding e CRM – elas inspiram confiança, vendem e convencem. Utilize técnicas de Gamification e Growth Hacking – elas engajam, convertem e fazem seu negócio ganhar mercado muito rapidamente. De […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *